Missa de Natal – EIS QUE VOS ANUNCIO UMA GRANDE ALEGRIA! (Lc 2, 1-14)

A festa litúrgica do Natal de Jesus é o convite que a Igreja faz a todos os homens para adentrarem o mistério da Encarnação do Verbo que desceu dos céus. Celebrar o Natal é olhar para dentro si e perguntar-se sobre o projeto que Deus esboçou para cada um de nós.

Para muitos o natal se tornou apenas uma festa centrada não mais em Jesus, mas regida pelo consumismo, justificado na troca de presentes, na mesa farta e na embriagez. Esquecem-se do amor gratuito ofertado a nós por Deus encarnado. Enquanto eles se apegam ao sentimento da fartura, egoísmo, da ostentação, o Deus nascido em uma manjedoura nos ensina a partilha, humildade e a caridade. Esse Senhor que veio por nós sem exigir nada em troca, que se sacrificou por nós e não pediu pagamento é o mesmo que nos dá seu amor todos os dias por que nosso valor não é material.

Desde o início de sua vida humana, Jesus vem nos dar o exemplo, que a grandeza não consiste na riqueza e acúmulo de bens materiais, mas no desapego, amor que se traduz em serviço e doação total. Que esta festa de Natal renove a esperança, de que a nossa tortuosa trajetória, dificultada pelo pecado, possa ser mais amena e tranquila sob a proteção amorosa e divina do nosso Senhor e Salvador.

Ensinemos nossos filhos que o verdadeiro natal não é o do papai noel, nem do panetoni, tão pouco dos brinquedos novos, mas é aquele em que passamos unidos a Jesus.

Que o Senhor do Presépio, nascido menino, renasça verdadeiramente em cada coração dos nossos irmãos-companheiros que fazem esta comunidade de fé.